Imunonutrição

A imunonutrição consiste na oferta de alimentos auxiliares no preparo nutricional do paciente cirúrgico e também em uma rápida recuperação dos pacientes hospitalizados.
A ação da imunonutrição basicamente é a de fortalecer o sistema de defesa, ou imunológico, afim de torná-lo apto a combater infecções e as diversas situações de estresse que podem acometer tais pacientes.
Estima-se que mais de 230 milhões de cirurgias de grande porte sejam realizadas anualmente em todo mundo. Numerosos estudos clínicos tem demonstrado que a suplementação pré operatória da dieta com nutrientes especiais, os imunonutrientes, melhora a resposta ao trauma cirúrgico, reduz índice de complicações pós operatórias e de infecções, encurtando de forma considerável o tempo de internação hospitalar, sendo esta uma das suas principais indicações. Tal prática tem sido conhecida como preparo imunológico do paciente cirúrgico.
Outras aplicações da imunonutrição se destinam ao paciente oncológico, não só no fortalecimento de seu sistema de defesa, como também na redução de perda de peso, algo muito comum dentre os mesmos.
Alguns imunonutrientes podem ser utilizados para melhora do apetite destes pacientes com câncer.
Em pacientes diabéticos que cursam com feridas causadas pelo avançar ou descontrole da própria doença, a imunonutrição tem seu lugar. A arginina, um dos imunonutrientes, correlaciona-se com o fechamento mais acelerado destas feridas, reduzindo infecções e proporcionando menor tempo de internação hospitalar.
Os imunonutrientes mais estudados são a arginina, os nucleotídeos e ômega 3. Cada um destes tem a sua importância isoladamente, no entanto, novos estudos tem apontado para a sua associação proporcionando melhores resultados e uma rápida recuperação e menores custos hospitalares globais.
Uma ressalva feita a imunonutrição é a necessidade de maiores estudos acerca de seu uso, além de seus custos iniciais.
No entanto, quando se considera o custo global da internação de um paciente e também os benefícios já constatados com o uso sistemático da imunonutrição, o seu uso deve ser sempre relevado e a indicação sempre estudada.
Em resumo, indica-se a imunonutrição para preparo nutricional de pacientes que se submeterão a cirurgias de grande porte, sobretudo as realizadas em pacientes com câncer, cicatrização de feridas, redução da perda de massa muscular e em pacientes com graves infecções.

Comentários
Dr. Juliano Antunes

Posted by Dr. Juliano Antunes